Sexta, 18 de Junho de 2021 02:55
(55) 3551-1261
Especiais Planalto

Caso Rafael: Justiça agenda data do julgamento da mãe do garoto

Tribunal do Júri acontecerá no dia 08 de novembro de 2021, em Planalto

08/06/2021 19h55
Por: Diones Roberto Becker Fonte: Tribunal de Justiça (TJ-RS)
Alexandra Salete Dougokenski responde por homicídio qualificado e outros crimes conexos (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)
Alexandra Salete Dougokenski responde por homicídio qualificado e outros crimes conexos (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

Em decisão publicada na segunda-feira (07/06), a juíza Marilene Parizotto Campagna, da Comarca de Planalto, definiu para o dia 08 de novembro de 2021, a partir das 09 horas, o júri de Alexandra Salete Dougokenski, acusada de matar o filho, Rafael Mateus Winques. O crime ocorreu em maio do ano passado.

A sessão plenária do Tribunal do Júri acontecerá na cidade, mas o local específico e as condições ainda serão definidos.

Na mesma decisão, a magistrada negou o pedido formulado pela defesa de revogação da prisão preventiva da ré, recolhida na Penitenciária Municipal de Guaíba desde julho de 2020.

Além do homicídio qualificado (motivo torpe, motivo fútil, meio cruel, dissimulação e recurso que dificultou a defesa), Alexandra Salete Dougokenski responderá pelos crimes conexos de ocultação de cadáver, falsidade ideológica e fraude processual. São agravantes ainda, os fatos de o crime ter sido cometido contra menor de 14 anos – Rafael tinha 11 anos – e contra descendente.

O caso:

Rafael Mateus Winques desapareceu em 15 de maio de 2020, na cidade de Planalto. O corpo foi encontrado dez dias depois, em uma caixa de papelão colocada no terreno da casa vizinha onde ele vivia com a mãe. A causa da morte indicada pela perícia foi asfixia mecânica, provocada por estrangulamento.

Notícias no WhatsApp:

Receba as notícias do Site Clic Portela no seu telefone celular! Clique aqui e faça parte do nosso grupo de WhatsApp.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias