Sexta, 28 de Janeiro de 2022
18°

Poucas nuvens

Tenente Portela - RS

Polícia l Trânsito Incêndios

Bombeiros voluntários combatem novo incêndio na Terra Indígena do Guarita

Incêndios estão sendo recorrentes na área indígena

13/01/2022 às 16h11
Por: Calebe Koschewitz Fonte: Jornal Província
Compartilhe:
Bombeiros Voluntários estão no local (Foto:Cleber Tesche)
Bombeiros Voluntários estão no local (Foto:Cleber Tesche)

Um novo incêndio esta sendo combatido pelos bombeiros voluntários de tenente Portela nesta quinta feira na Terra Indígena do Guarita. Mais uma vês as chamas iniciaram em uma área de lavoura e se espalharam atingindo também uma área de mata.

Um incêndio de grandes proporções foi registrado nesta quarta-feira, 12, na Terra Indígena do Guarita. O fogo que começou em uma lavoura destruiu 7 hectares de soja e mais 1 hectare de milhos antes de atingir as áreas de mata que ficam próximas das plantações.

Os bombeiros voluntários de Tenente Portela foram acionados perto das 14 horas e iniciaram o trabalho de combate às chamas, no entanto, o fogo já havia se espalhado para outros pontos e chegava a ter cinco focos em locais diferentes atrapalhando a ação dos bombeiros que atuavam no local.

O Corpo de Bombeiros Militares de Três Passos chegou a ser acionado, no entanto, como estavam atendendo outras ocorrências não conseguiram se deslocar para a Terra Indígena do Guarita. O jeito foi contar com a ajuda de populares. Inicialmente eram dois bombeiros e em seguida mais dois se uniram ao trabalho. Moradores e produtores rurais também estavam trabalhando no auxílio ao combate às chamas.

Um caminhão pipa da empresa São Cristovão de Tenente Portela, também se deslocou para o local para ajudar no abastecimento do caminhão dos bombeiros, uma vez que a água era pouca para tantas chamas.

Nossa reportagem esteve no local e testemunhou a destruição, inclusive, com labaredas de fogo que chegavam a mais de três metros de altura. A palha nas lavouras, absolutamente seca, as vegetações nas áreas de mata e ainda o vento, contribuíam como catalizador do sinistro fazendo com que as chamas se espalhassem de maneira muito rápida e ainda formassem novos focos isolados, afinal, qualquer fagulha de faísca que o vento levava era o suficiente para propagar num novo incêndio.

Nossa reportagem conversou com o indígena, dono das lavouras que foram queimadas que mostrava grande desespero. Pai de um menor de idade, ele narrou que fez empréstimos para poder plantar e que não sabe como vai honrar os compromissos que terá, pois se com as condições da estiagem a situação já estava difícil, agora, com a lavoura toda perdida a situação ficará ainda mais complicada. Ele falou que os incêndios são criminosos e intencionais e fez uma cobrança para que as autoridades constituídas e as lideranças indígena intervissem para que novas situações não ocorram.

O serviço dos bombeiros voluntários de Tenente Portela somente foi encerrado próximo da uma hora da manhã, quando a equipe carregou o tanque do caminhão pela última vez e pode descansar. Antes disso moradores de Tenente Portela reclamavam através das redes sociais da fumaça que estava chegando na cidade.

Por volta das 21 horas uma nuvem de fumaça bastante densa estava sobre a cidade. Várias pessoas reclamaram até de incomodo para respirar. Houve inclusive relato de moradores de Vista Gaúcha que informaram que a fumaça e a fuligem do incêndio chegaram até a cidade.

■ Notícias no WhatsApp:

Receba as notícias do Site Clic Portela no seu telefone celular! Clique aqui e faça parte do nosso grupo de WhatsApp.

■ Nos siga no Instagram:

Clique aqui e acompanhe todas as publicações do Sistema Província de Comunicação de Tenente Portela.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias