Sábado, 17 de Abril de 2021 05:11
(55) 3551-1261
Especiais Rio Grande do Sul

Fiscalização do distanciamento controlado nos municípios terá aporte de R$ 4,4 milhões

Anúncio foi feito durante reunião entre Governo do Estado e FAMURS

06/04/2021 18h59
Por: Diones Roberto Becker Fonte: Gaúcha ZH
Objetivo é facilitar a contratação de equipes locais para análise do cumprimento das normas sanitárias (Foto: Diones Roberto Becker)
Objetivo é facilitar a contratação de equipes locais para análise do cumprimento das normas sanitárias (Foto: Diones Roberto Becker)

Disposto a seguir flexibilizando as regras de distanciamento controlado, o Governo do Estado vai liberar R$ 4,4 milhões para investimento em fiscalização nos municípios do Rio Grande do Sul. O objetivo é facilitar a contratação de equipes locais para análise do cumprimento das normas sanitárias.

O anúncio foi feito na segunda-feira (05/04), durante reunião do governador Eduardo Leite com a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (FAMURS) e prefeitos representantes das 27 associações regionais. Na teleconferência, Eduardo Leite reforçou a necessidade de fiscalização mais efetiva como compensação à retomada de níveis maiores da atividade econômica.

— Uma coisa é fiscalizar porta fechada. Outra é ter de entrar no estabelecimento e ver se tem distanciamento, se o público máximo está sendo respeitado ou não, se todos estão usando máscara corretamente — salientou o governador.

As prefeituras terão até a quinta-feira (08/04) para apresentar ao Governo do Estado, a forma como planejam efetivar a fiscalização. Junto, deverão incluir o volume de recursos que desejam acessar e como a verba será aplicada. Na quinta-feira à tarde, os planos serão analisados pelo Gabinete de Crise.

Segundo o presidente da FAMURS, Maneco Hassen, ficou implícito que a apresentação de planos de fiscalização mais efetivos será uma condição para a flexibilização das atividades comerciais.

— Foi uma reunião muito boa. Conseguimos alcançar um equilíbrio depois da tensão das últimas semanas. O governo demonstrou que pode permitir uma abertura maior do comércio, mas exigiu fiscalização mais rigorosa. Claro que também será necessária uma melhora nos números da pandemia — disse Maneco Hassen.

Durante a reunião, todos os presidentes das associações regionais e seus coordenadores fizeram relatos da situação local. Houve pedidos gerais de abertura maior aos finais de semana, sobretudo permissão para funcionamento dos restaurantes na fronteira e permissão para acesso aos parques na Serra.

Eduardo Leite disse que entende a situação de cada região, mas voltou a destacar a preocupação em manter o ritmo de diminuição nas hospitalizações, sobretudo diante da chegada do inverno.  

— Precisamos que, em abril, a queda que estamos observando nas internações por covid seja consistente, enquanto vamos avançando na vacinação, para termos fôlego para o inverno — disse o governador.

Notícias no WhatsApp:

Receba as notícias do Site Clic Portela no seu telefone celular? Clique aqui e faça parte do nosso grupo de WhatsApp.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias