Sexta, 18 de Junho de 2021 03:42
(55) 3551-1261
Cidades Polêmica

Tenente Portela: Ex-prefeito contesta e critica versão do município sobre lixo hospitalar

Clairton Carboni criticou atual administração pela demora para recolher o lixo hospitalar

08/06/2021 10h44 Atualizada há 1 semana
Por: Jonas Martins Fonte: Jornal Província
Ex-prefeito diz que a atual administração poderia ter contrato empresa para recolher o lixo ainda em janeiro (Foto: Diones Roberto Becker)
Ex-prefeito diz que a atual administração poderia ter contrato empresa para recolher o lixo ainda em janeiro (Foto: Diones Roberto Becker)

O ex-prefeito de Tenente Portela, Clairton Carboni, contesta a versão dada pela administração municipal sobre o não recolhimento hospitalar nos primeiros meses do ano.

A polêmica já havia circulado na cidade, mas ganhou novo capitulo no último sábado quando a Secretária Municipal de Saúde de Tenente Portela, Magna Sinhori, concedeu entrevista ao programa Tribuna Popular, e disse que o recolhimento do lixo hospitalar no município não foi feito, em virtude de que não havia uma empresa contratada, já que o contrato havia vencido em dezembro e não havia sido renovado.

O ex-prefeito Clairton Carboni procurou nossa reportagem e contestou as declarações da secretária, onde, segundo ele, deixou-se entender que a falta da empresa contratada seria uma falha do governo passado.

Segundo o ex-mandatário de Tenente Portela, foi realizado uma licitação para contratação, onde apenas uma empresa participou, no entanto, ela não conseguiu apresentar a documentação necessária para um novo contrato, diante da situação, o prefeito enviou um oficio durante a transição, comunicando a nova administração para que essa efetuasse a contratação dos serviço no mês de janeiro, já que, segundo Carboni, não haveria tempo hábil para se organizar uma nova licitação.

Diante do fato de não ter uma empresa licitada, Carboni afirmou que no dia 31 de dezembro contratou uma empresa e que fez o recolhimento total de lixo hospitalar que havia nos depósitos do município  e que o entregou sem qualquer depósito de lixo hospitalar.

Clairton Carboni disse que a atual administração poderia ter realizado a licitação em janeiro, bem como poderia usar da dispensa de licitação para fazer a contratação de empresa para recolhimento de lixo hospitalar, já que usou desse recurso para uma série de contratação de outros serviços e não o fez para o recolhimento do lixo, que era algo que deveria ser prioritário.

O ex-prefeito disse também que a saúde e tudo que é relacionado a ela precisa ser prioridade que somente está se pronunciando, porque o assunto é relacionado a essa área que ele acredita ser a mais fundamental dentro da gestão pública.

Os documentos abaixo foram encaminhados pelo ex-prefeito e mostram que a atual administração foi comunicada no percurso da transição:

 

Baixar

Baixar

Notícias no WhatsApp:

Receba as notícias do Site Clic Portela no seu telefone celular! Clique aqui e faça parte do nosso grupo de WhatsApp.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias