Sábado, 13 de Julho de 2024
2°C 9°C
Tenente Portela, RS
Publicidade

Segurança alimentar como estratégia de guerra

Por Néri Perin*

02/09/2022 às 14h13
Por: Jonas Martins Fonte: Jornal Província
Compartilhe:
Imagem de hannahlmyers por Pixabay
Imagem de hannahlmyers por Pixabay

O mundo vive uma crise alimentar sem precedentes na história da humanidade. Produzir comida em quantidade, qualidade e preços competitivos passou a ser um enorme desafio para todos os países. O elevado grau de interdependência comercial acendeu um alerta nos governos. A grande pergunta é: como garantir o abastecimento interno sem precisar de ninguém? Talvez a única nação capaz de ser autossuficiente na produção de alimentos seja o Brasil.

Temos quase tudo o que precisamos para sermos o ponto de equilíbrio global em segurança alimentar. Temos gente competente, tecnologia de ponta, energia em grande quantidade (e de todos os tipos) e muita terra agricultável. Vejam o dilema da Europa. A crise na oferta de fertilizantes está se aprofundando. Mais de dois terços da capacidade de produção foi suspensa por conta da disparada dos preços do gás natural. Reflexo direto e imediato da invasão russa na Ucrânia.

Isso representa uma ameaça real para agricultores e consumidores daquele continente. Um problema que também nos atinge diretamente, uma vez que somos grandes importadores de adubo. Aí reside o “talvez” do Brasil vir a ser tudo aquilo que sonhamos. Se há uma guerra tradicional sendo disputada na Europa, temos que travar a nossa guerra interna: preparar o Brasil para produzir todo o fertilizante de que precisa! Para que isso aconteça de forma rápida será necessário um ambiente regulatório e econômico totalmente favorável. Investimento em pesquisa, redução da carga tributária, crédito abundante e agilidade na concessão de licenças ambientais. Chega do Brasil ser o maior inimigo de si mesmo.

Por outro lado, internamente vivemos um momento crucial para o futuro do agronegócio. Ou seguimos com um governo que respeita o produtor rural em sua plenitude, ou seremos governados por um grupo político que adjetiva o homem do campo de “fascista” e destruidor do meio ambiente. Um partido que enxerga no MST o modelo de desenvolvimento a ser seguido. Muito do que seremos ou não na área da produção agrícola será definido nos próximos dias.

■ Notícias no WhatsApp:

Receba as notícias do Site Clic Portela no seu telefone celular! Clique aqui e faça parte do nosso grupo de WhatsApp.

■ Nos siga no Instagram:

Clique aqui e acompanhe todas as publicações do Sistema Província de Comunicação de Tenente Portela.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Artigos
Sobre o blog/coluna
Para publicar seu artigo no Jornal Província e no Clic Portela, entre em contato pelo telefone (55) 3551-1877 ou pelo e-mail [email protected]
Ver notícias
Tenente Portela, RS
Tempo nublado

Mín. Máx.

Sensação
1.88km/h Vento
82% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h24 Nascer do sol
05h56 Pôr do sol
Dom 10°
Seg 15°
Ter 17°
Qua 20°
Qui ° °
Atualizado às 22h06
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,93 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,05%
Bitcoin
R$ 332,907,28 +0,43%
Ibovespa
128,896,98 pts 0.47%
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias