Sexta, 18 de Junho de 2021 02:11
(55) 3551-1261
Dólar comercial R$ 5,02 -0.74%
Euro R$ 5,98 -1.63%
Peso Argentino R$ 0,05 -0.8%
Bitcoin R$ 202.393,21 +0.907%
Bovespa 128.057,22 pontos -0.93%
Geral Rio Grande do Sul

Governo, BNDES e Consórcio Revitaliza dão início ao projeto de revitalização do Cais Mauá

O governador Eduardo Leite conheceu, na noite desta quinta-feira (13/5), as principais diretrizes para a revitalização do Cais Mauá, em Porto Alegre. A reunião representou o kick off do projeto, ou seja, o início dos trabalhos.

13/05/2021 21h50
Por: Radar Nacional Fonte: Secom Rio Grande do Sul
Governador Leite, prefeito Sebastião Melo e secretários de Estado participaram da reunião no Palácio Piratini - Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini
Governador Leite, prefeito Sebastião Melo e secretários de Estado participaram da reunião no Palácio Piratini - Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

O governador Eduardo Leite conheceu, na noite desta quinta-feira (13/5), as principais diretrizes para a revitalização do Cais Mauá, em Porto Alegre. A reunião representou o kick off do projeto, ou seja, o início dos trabalhos. O consórcio Revitaliza, composto por oito empresas, será o responsável pela modelagem e preparação da licitação pública, a ser realizada pelo governo do Rio Grande do Sul até o fim deste ano, com a publicação de edital.  

“Estamos na expectativa para conhecer o projeto, cujo potencial de impacto econômico e desenvolvimento da capital é enorme. Tem o potencial de se tornar um exemplo para o RS e para o país. O Estado precisa se reinventar e se tornar mais atraente para a juventude, e vemos o Cais Mauá como uma extensão desse ambiente de inovação e empreendedorismo que está ganhando força no RS”, destacou o governador Eduardo Leite.  

O consórcio, selecionado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) entre sete concorrentes, é formado por Patrinvest, Machado Meyer Advogados, Dal Pian Arquitetos, ZEBL Arquitetura, Radar PPP, Caruso Engenharia, Apsis Consultoria Empresarial e 380 Volts Comunicação. O valor global da proposta foi de R$ 4.537.200 e será pago pelo futuro administrador do cais.

A partir dos estudos técnicos, a parceria resultará na indicação da melhor destinação para o terreno que pertence ao Executivo estadual, seja por meio de alienação, concessão ou parceria público-privada (PPP), entre outras modalidades. “O RS é destaque nacional por sua carteira de projetos em concessões e PPPs. Queremos buscar parceiros na iniciativa privada para viabilizar entregas para a população. O cais é das áreas mais relevantes de Porto Alegre e certamente terá um plano à altura. Os porto-alegrenses e gaúchos merecem ter esse espaço de volta”, afirmou o secretário extraordinário de Parcerias do RS, Leonardo Busatto.

O encontro, que ocorreu no Palácio Piratini, contou com a participação dos secretários Claudio Gastal (Planejamento, Governança e Gestão), Artur Lemos Júnior (Casa Civil) e do procurador-geral do Estado, Eduardo Cunha da Costa. O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, também esteve presente, assim como representantes do BNDES e do consórcio Revitaliza.

Texto: Suzy Scarton e Lucas Barroso/Ascom SPGG
Edição: Marcelo Flach/Secom

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias