Quinta, 13 de Maio de 2021 22:05
(55) 3551-1261
Dólar comercial R$ 5,31 0.15%
Euro R$ 6,42 +0.19%
Peso Argentino R$ 0,06 +0.11%
Bitcoin R$ 281.128,26 +0.526%
Bovespa 120.819,7 pontos +0.93%
Geral RS

RS tem 122 municípios em situação de emergência devido à estiagem

É necessário que se tenha um período de dias seguidos de chuva acima de 40 milímetros para que haja normalização da situação

04/05/2021 10h59
Por: Priscila Goulart Fonte: GZH
Barragem do Burati, em Farroupilha Porthus Junior / Agencia RBS
Barragem do Burati, em Farroupilha Porthus Junior / Agencia RBS

A Defesa Civil estadual já contabiliza 122 municípios gaúchos em situação de emergência por causa da seca no Rio Grande do Sul. Desde novembro de 2020, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) autorizou repasses para 32 municípios gaúchos afetados pelo problema, totalizando R$ 740.196,36 em repasses do governo federal.

Com a falta de chuva, a condição hidrológica das bacias do Santa Maria, Camaquã, Baixo Jacuí, Vacacaí-Vacacaí Mirim, Alto Jacuí, Pardo, Taquari-Antas, Cai, Sinos e Gravataí, além do Rio Uruguai é de alerta, em razão da baixa disponibilidade hídrica. Para as demais bacias é indicada condição de atenção.

Como o abastecimento de água é prioritário, ainda não há prejuízos nesse sentido. De acordo com a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), atualmente, não há nenhum município no Rio Grande do Sul com racionamento de água.

Para que haja uma regularização da situação, é necessário que se tenha um volume de chuva muito expressivo, algo que de acordo com a meteorologista da Secretaria do Meio Ambiente Gabriele Goulart, não deve acontecer.

— As previsões não estão otimistas a curto e médio prazo. Em algumas áreas, choveu 10 milímetros abaixo do esperado e as previsões não são animadoras. Passamos por um período de La Niña e estamos encerrando este ciclo, mas previsão não é otimista. Em junho, por exemplo,  a previsão de chuva ainda é irregular e abaixo do esperado — diz Gabriele.

Segundo a meteorologista, é necessário que se tenha um período de dias seguidos de chuva acima de 40 milímetros. Como o período sem chuva expressiva é muito longa, os especialistas alegam que não há reserva hídrica, que é a água que fica no solo e alimenta os aquíferos e também dá vazão aos rios.

Notícias no WhatsApp:

Receba as notícias do Site Clic Portela no seu telefone celular? Clique aqui e faça parte do nosso grupo de WhatsApp.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias