Domingo, 17 de Outubro de 2021
15°

Poucas nuvens

Tenente Portela - RS

Saúde Coluna

As vacinas funcionam...Até quando?

Por Jonas Martins

01/09/2021 às 18h27
Por: Jonas Martins Fonte: Jornal Província/Jonas Martins
Compartilhe:
(Foto: GETTY IMAGENS)
(Foto: GETTY IMAGENS)

Uma grande discussão se abriu em meio a pandemia sobre a eficácia das vacinas que estão sendo aplicadas em massa na população brasileira. Ainda hoje, mesmo diante do atual cenário, há quem acredite que as vacinas não funcionam e que, por receio de complicações futuras, estão deixando de se vacinar, no entanto, os números não mentem e eles provam, sem deixar dúvidas, de que os imunizantes funcionam de verdade.

Desde que o estado e os municípios da nossa região romperam a marca de 60% da população geral vacinada com pelo menos uma dose, os leitos de UTIs e de enfermaria dedicados ao atendimento de pacientes com Covid-19 estão praticamente vazios. Os boletins divulgados pelas prefeituras também trazem números perto de zero.

A tendência é que a situação fique ainda melhor, afinal, está sendo aplicada a segunda dose e mês que vem será feito um reforço com a terceira em pessoas com mais hipóteses de complicações com a doença, ou seja, teremos mais imunização e por consequência, menos doentes ativos.

Não restam dúvidas de que as vacinas já comprovaram que conseguem controlar a pandemia e por mais que atualmente a variante Delta seja uma preocupação, os pesquisadores estão descobrindo, que ela também pode ser combatida pelas vacinas atuais.

A preocupação que paira é futura. Israel e Chile, também através de números incontestáveis, já provaram que o efeito imunizante da vacina não é permanente e tende a perder a eficácia com o passar do tempo. Em Israel já foi iniciada a aplicação de uma terceira dose na população geral. Estados Unidos e Chile devem ir pelo mesmo caminho.

É quase certo que essa terceira dose será regra no mundo  e talvez, por algum tempo, ainda teremos quer ser vacinados, quem sabe de seis meses, para manter o corpo imune ou longe de complicações mais severas.

De qualquer forma em meio a tantas mortes, os números atuais são um alento. Se ainda não encontramos uma maneira de extinguir esse vírus, pelo menos, gradualmente estamos nos dando conta que é possível controla-lo. Pena que essa descoberta chegou tarde demais para tantas pessoas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Jonas Martins
Jonas Martins
Sobre Apresentador da Rádio Província FM, sub-editor do Jornal Província e escritor, neste espaço você poderá acompanhar crônicas e opiniões de Jonas Martins
Tenente Portela - RS Atualizado às 18h46 - Fonte: ClimaTempo
15°
Poucas nuvens

Mín. 10° Máx. 23°

Seg 23°C 9°C
Ter 23°C 10°C
Qua 24°C 10°C
Qui 25°C 11°C
Sex 26°C 12°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete
Ele1 - Criar site de notícias