Terça, 18 de Junho de 2024
16°C 23°C
Tenente Portela, RS
Publicidade

Justiça condena laticínios da Região a pagar indenização por danos morais coletivos

Nos dois casos, as decisões são de primeiro grau e sujeitas a recurso.

11/06/2024 às 08h41
Por: Rafael Piasecki Fonte: Três Passos News
Compartilhe:
(Foto: reprodução Namu Portal)
(Foto: reprodução Namu Portal)

A pedido do Ministério do Público do Rio Grande do Sul (MPRS), em ações coletivas de consumo ajuizadas pela Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, a Justiça condenou duas empresas fabricantes de laticínios a pagar indenizações de R$ 500 mil e R$ 100 mil por danos morais coletivos, a serem revertidos para o Fundo para Reconstituição de Bens Lesados (FRBL).

Em uma das ações coletivas de consumo contra um laticínio de Três de Maio, município da região Noroeste, com o objetivo de apurar prática abusiva de recebimento, industrialização e comercialização de produtos lácteos (queijo e nata) com problemas de qualidade, foi constatado que “a empresa fabricava e comercializava o produto nata contendo a bactéria Staphilococos e o produto queijo mussarela contendo a bactéria Listeria Monocytogenes”. A empresa também fabricava e comercializava “o produto queijo prato com presença de umidade acima do limite permitido, o que facilita a proliferação de microorganismos nocivos”.

Além de ser condenada a pagar indenização de R$ 500 mil por danos morais coletivos, a empresa deve indenizar os consumidores pelos danos e dar publicidade da condenação em veículos de imprensa para conhecimento da população.

 Na outra ação coletiva de consumo contra um laticínio de Chapada, também no Noroeste gaúcho, foi verificado durante a investigação, “vício de qualidade na matéria-prima (leite cru) e nos produtos (queijo mussarela, prato e coalho) diante da presença da bactéria Listeria monocytogenes, bem como desconformidade na contagem de coliformes totais no queijo prato e o não atendimento dos critérios microbiológicos para os parâmetros de “bolores e leveduras” e contagem de coliformes a 30°C na ricota fresca.”

A empresa foi condenada ao pagamento de indenização de R$ 100 mil, indenização de eventuais danos a interesses individuais e também terá que informar à população sobre a sentença em veículos de imprensa.

Nos dois casos, as decisões são de primeiro grau e sujeitas a recurso.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Tenente Portela, RS
17°
Tempo nublado

Mín. 16° Máx. 23°

17° Sensação
1.04km/h Vento
99% Umidade
100% (18.46mm) Chance de chuva
07h23 Nascer do sol
05h48 Pôr do sol
Qua 23° 14°
Qui 20° 14°
Sex 21° 16°
Sáb 25° 14°
Dom 24° 15°
Atualizado às 02h06
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,05%
Euro
R$ 5,83 +0,10%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,19%
Bitcoin
R$ 377,719,99 -1,28%
Ibovespa
119,137,86 pts -0.44%
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias