OUÇA 100,7 AO VIVO
Segunda, 12 de novembro de 2018
55 9 9137-5869
Geral

14/09/2018 ás 16h12 - atualizada em 14/09/2018 ás 16h15

Diones Roberto Becker

Tenente Portela / RS

Programa poderá permitir o trabalho de voluntários no Parque Estadual do Turvo
Objetivo é promover o intercâmbio de experiências e a formação de pessoas
Programa poderá permitir o trabalho de voluntários no Parque Estadual do Turvo
Lançamento do programa ocorreu na manhã desta sexta-feira, no Palácio Piratini (Foto: Juliana Baratojo)

Em cerimônia no Palácio Piratini, na manhã desta sexta-feira (14), a secretaria estadual do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMA) lançou o Programa de Voluntariado em Unidades de Conservação (UCs).


A iniciativa propõe articular a oferta e a demanda de voluntários para atuar nas 23 UCs existentes no Rio Grande do Sul, entre elas, o Parque Estadual do Turvo, em Derrubadas. O objetivo da SEMA é promover o intercâmbio de experiências e potencializar a formação técnica e científica de pessoas interessadas na questão ambiental.


O programa deverá contribuir também na gestão das UCs através do engajamento social e da participação cidadã. Para apoiar as ações de capacitação, avaliação, planejamento e mobilização, o governo do estado busca parcerias com universidades e outras instituições que possuem tecnologia e estrutura para colaborar com um futuro mais sustentável.


– Estamos dando hoje um passo enorme na construção da cidadania. O programa de voluntariado não é para desonerar o estado de seu trabalho, muito pelo contrário, para que isso seja possível é necessário ter toda uma organização do setor público para que dê certo. Essa temática é uma questão do ser humano, da cidadania, e hoje estamos carentes de valores na juventude. Mas falem em meio ambiente e proteção ambiental, que os jovens se ligam e se envolvem com isso – disse a titular da SEMA, Ana Pellini.


Poderão participar do programa, os jovens e adultos que desejam contribuir como atores sociais. A partir da procura pela universidade, os voluntários receberão capacitação para desempenhar atividades como visitas guiadas nas áreas de preservação, sempre em conjunto com técnicos da SEMA.


– Voluntário é aquela pessoa que doa o seu tempo, talento e trabalho pela troca de conhecimento. A finalidade é promover essa integração e aproximação da conservação do meio ambiente com a comunidade através de ações vinculadas à natureza – destacou a diretora do Departamento de Biodiversidade da SEMA, Liana Barbizan Tissiani.


O programa:


As Unidades de Conservação interessadas em participar do programa deverão apresentar planos de trabalho. O projeto deve descrever as atividades que poderão ser executadas pelos voluntários. Entre as ações aptas a serem desempenhadas estão à divulgação das UCs, a realização de projetos de educação ambiental, a prestação de informações aos visitantes, o acompanhamento de pesquisas, a manutenção da infraestrutura, o manejo para a conservação, o monitoramento ambiental e a execução de atividades administrativas, entre outros trabalhos compatíveis com o plano de manejo de cada unidade.


Para aderir ao programa, a UC deverá integrar o Sistema Estadual de Unidades de Conservação, possuir servidor público designado como responsável e indicar um supervisor do voluntariado, além de ter condições logísticas mínimas para receber os voluntários, tais como alimentação, transporte, alojamento, materiais, ferramentas e equipamentos de proteção individual.


Caberá a UC, capacitar todos os voluntários. As unidades também deverão planejar, supervisionar e avaliar o desempenho das ações feitas pelo serviço voluntário. Ao final de cada etapa, será elaborado um relatório com a avaliação das atividades, que será remetido a SEMA. Também ocorre um encontro anual de avaliação do programa, com a participação dos dirigentes da SEMA e dos gestores de UCs.


Unidades de Conservação do RS:


- Área de Proteção Ambiental do Banhado Grande;


- Área de Proteção Ambiental Estadual Delta do Jacuí;


- Área de Proteção Ambiental Rota do Sol;


- Estação Ecológica Estadual Aratinga;


- Parque Estadual de Espigão Alto;


- Parque Estadual de Itapeva;


- Parque Estadual de Itapuã;


- Parque Estadual Delta do Jacuí;


- Parque Estadual do Camaquã;


- Parque Estadual do Espinilho;


- Parque Estadual de Ibitiriá;


- Parque Estadual do Papagaio Charão;


- Parque Estadual do Podocarpus;


- Parque Estadual do Tainhas;


- Parque Estadual do Turvo;


- Parque Estadual Quarta Colônia;


- Refúgio de Vida Silvestre Banhado do Maçarico;


- Refúgio de Vida Silvestre Banhado dos Pachecos;


- Reserva Biológica da Serra Geral;


- Reserva Biológica do Ibirapuitã;


- Reserva Biológica do Mato Grande;


- Reserva Biológica do São Donato;


- Reserva Biológica Estadual do Mato Paludosa;

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium