OUÇA 100,7 AO VIVO
Sexta, 21 de fevereiro de 2020
55 3551 1200 I Jornal - 55 3551 1121 I CNPJ: 03.043.551/0001-20
Especiais

08/02/2020 ás 16h18 - atualizada em 08/02/2020 ás 16h20

Diones Roberto Becker

Tenente Portela / RS

Valor do ingresso para o Parque Estadual do Turvo é reajustado
Com o aumento devido à Unidade de Padrão Fiscal, cada visitante precisa desembolsar R$ 17,75
Valor do ingresso para o Parque Estadual do Turvo é reajustado
Parque Estadual do Turvo em Derrubadas é aberto todas as semanas, de quinta-feira a segunda-feira, das 08h00min as 18h00min (Foto: Jonas Martins)

De acordo com a direção do Parque Estadual do Turvo, o aumento no preço do ingresso se deve as modificações no valor da Unidade de Padrão Fiscal (UPF) do Rio Grande do Sul. Com o reajuste, cada visitante precisa desembolsar R$ 17,75. Tem direito a meia-entrada, idosos com 60 anos ou mais, crianças de dois a doze anos e estudantes com carteirinha.


Na unidade de conservação ambiental permanente, em Derrubadas, o turista poderá conhecer o museu situado dentro do Centro de Visitantes, participar de trilhas ecológicas e apreciar uma das maiores belezas naturais do Estado: o Salto do Yucumã, que possui cerca de 1.800 metros de quedas d’água.


O Parque Estadual do Turvo é aberto todas as semanas, de quinta-feira a segunda-feira, das 08h00min as 18h00min, sendo que a entrada de visitantes é permitida até as 16h00min. A saída da área do Salto do Yucumã deve ocorrer até as 17h00min.


Vale ressaltar que é vedada a entrada de bebidas alcoólicas e animais domésticos. Além disto, é proibido coletar plantas e pedras. Mais informações podem ser obtidas na Secretaria de Turismo de Derrubadas ou através do telefone (55) 99918 3006 (WhatsApp).


O Parque Estadual do Turvo:


Criado por meio do Decreto Estadual n° 2.312, de 11 de março de 1947, como Reserva Florestal, o Parque Estadual do Turvo foi uma das primeiras unidades de conservação instituídas no Rio Grande do Sul em 1954, através da Lei nº 2.440, de 02 de outubro de 1954, sendo a maior área de proteção integral do Estado.


Com cerca de 17.500 hectares, é o último refúgio para animais como a onça-pintada, a anta e o gavião-real no Rio Grande do Sul. Por tais atributos, o Parque Estadual do Turvo é considerado por muitos ambientalistas como a área mais importante para conservação da fauna gaúcha ameaçada de extinção.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium