OUÇA 100,7 AO VIVO
Sexta, 13 de dezembro de 2019
55 3551 1200 I Jornal - 55 3551 1121 I CNPJ: 03.043.551/0001-20
Polícia l Trânsito

26/11/2019 ás 09h34

Eduardo Sarvadori

Tenente Portela / RS

PF deflagra operação contra grupo acusado de contratar matadores para executar cacique no RS
Crime ocorreu em 2017, em Ronda Alta; ação ocorre na região, outros municípios gaúchos e SC
PF deflagra operação contra grupo acusado de contratar matadores para executar cacique no RS
A Operação tem o apoio das polícias Militar e Civil do estado de Santa Catarina - Foto: Polícia Civil Divulgação

A Polícia Federal cumpre, na manhã desta terça-feira (26), 19 ordens judiciais em inquérito que apura o homicídio do cacique Antônio Mig Claudino, ocorrido em 2017, na Reserva Indígena Serrinha, no município de Ronda Alta.


A Operação Mig tem a participação de 65 policiais federais que executam nove mandados de prisão e 10 de busca e apreensão nos municípios gaúchos de Pelotas, Ronda Alta, Planalto, Constantina e Três Palmeiras, e em Chapecó, no estado de Santa Catarina.


O inquérito policial apurou que o crime foi minuciosamente planejado, tanto para garantir a execução da vítima quanto para prejudicar a investigação.


Ao menos uma testemunha do crime teria participado da ação, com o objetivo de atrair a vítima e, posteriormente, fornecer informações desconexas aos policiais.


A investigação indica que dois “matadores” que atuam no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina foram contratados por pelo menos quatro indígenas da região para realizar a execução, motivada pela disputa pela liderança, dinheiro oriundo de arrendamento de terras indígenas e vingança.


Durante os dois anos de investigação, diversas diligências foram realizadas, inclusive a reconstituição do crime, oitiva de aproximadamente 60 pessoas, perícias e troca de informações com a Polícia Civil do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.


A ação realizada na data de hoje tem por objetivo confirmar a participação dos investigados no homicídio e acrescentar novos elementos às informações já coletadas.


A Operação tem o apoio das polícias Militar e Civil do estado de Santa Catarina.

FONTE: Diário da Manhã

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium