OUÇA 100,7 AO VIVO
Quinta, 12 de dezembro de 2019
55 3551 1200 I Jornal - 55 3551 1121 I CNPJ: 03.043.551/0001-20
Geral

12/08/2019 ás 18h02 - atualizada em 12/08/2019 ás 21h25

Jonas Martins

Tenente Portela / RS

Presidente Jair Bolsonaro anuncia fim dos radares móveis nas rodovias federais
Em Pelotas, o presidente afirmou que novos equipamentos desse tipo não seriam colocados nas rodovias federais
Presidente Jair Bolsonaro anuncia fim dos radares móveis nas rodovias federais
Presidente disse que radares móveis não serão mais usados (Foto: PRF/Divulgação)

Durante seu discurso na inauguração de trecho da BR-116 em Pelotas, o presidente Jair Bolosnaro falou que "está brigando na Justiça" para acabar com pardais e lombadas eletrônicas no país. Segundo ele, "vamos acabar com essa roubalheira". No entanto, o anúncio que mais chamou a atenção no discurso do presidente foi que a partir da próxima semana vai tirar os radares móveis das rodovias do país.


— A partir da semana que vem, não teremos mais radares móveis no Brasil — prometeu.


Cerca de cem pessoas estavam posicionadas ao fundo da área estruturada para o evento. Um dos momentos de manifestação mais calorosa ocorreu na chegada do deputado estadual Zé Nunes (PT), recebido aos gritos de "fora PT" e "oportunista".


A prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas (PSDB), aliada do governador Eduardo Leite, também foi alvo de vaias do público presente. Durante o discurso, apoiadores de Bolsonaro gritaram em coro "cala a boca" à chefe do Executivo municipal.


As vaias voltaram durante a manifestação do vice-governador do Estado, Ranolfo Vieira Jr., que representava Leite na cerimônia. Em sua fala, Ranolfo se desculpou pela ausência do governador, que cumpria agenda em São Paulo e também acabou sendo alvo de apupos por parte do público.


As manifestações hostis terminaram durante as falas dos ministros que acompanhavam Bolsonaro. O titular da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou que o governo federal colocou duas obras no Rio Grande do Sul entre as prioridades: a continuidade daduplicação da BR-116 e a ponte do Guaíba, prevista para ser inaugurada em abril de 2020.


As críticas de Bolsonaro aos controladores de velociade — e as promessas de acabar com eles — não são de hoje. Em março, o presidente já havia defendido o fim das lombadas eletrônicas nas rodovias. Na oportunidade, afirmou que os equipamentos em funcionamento seriam mantidos só até o final dos contratos.


Em maio, Bolsonaro disse que pretendia acabar com os radares móveis nas rodovias federais. Em entrevista a jornalistas, afirmou que os dispositivos que flagram motoristas que excedem o limite de velocidade permitido é uma "armadilha".

FONTE: Jornal Província com informações de Gaúcha ZH

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium