OUÇA 100,7 AO VIVO
Segunda, 19 de agosto de 2019
55 3551 1200 I Jornal - 55 3551 1121 I CNPJ: 03.043.551/0001-20
Especiais

19/07/2019 ás 10h50 - atualizada em 22/07/2019 ás 17h38

Jonas Martins

Tenente Portela / RS

Prefeitos vão debater Usina Garabi/Panambi em encontro no dia 30
Assunto voltou a ser discutido e preocupa a região
Prefeitos vão debater Usina Garabi/Panambi em encontro no dia 30
As lideranças se preocupam com o futuro do Salto do Yucumã (Foto: Divulgação))

 Vai acontecer no dia 30, provavelmente em Santo Augusto uma reunião que vai debater sobre o projeto de construção do Complexo Hidrelétrico Gabari/Panambi. O evento será promovido pela Rota do Yucumã, que congrega 32 municípios.


 O prefeito de Coronel Barros, Edison Arnt, confirmou a informação e disse que manteve contato com o prefeito de Derrubadas, na quarta-feira (17), quando acertaram a realização da reunião regional.


 Desde que o assunto voltou a discussão o prefeito de Derrubadas Alair Cemin tem encabeçado um movimento em defesa do Salto do Yucumã e do Parque Estadual do Turvo, já que, segundo a autoridade municipalista, não foi apresentado por parte da Eletrobrás nenhum estudo definitivo sobre os impactos ambientais e sociais que a obra poderia causar.


 As obras estão paradas em virtude de uma demanda no judiciário que suspendeu o processo de licenciamento ambiental para a instalação da Usina Hidrelétrica de Garabi-Panambi.


A sentença do juiz Rafael Salapata, da 1ª Vara Federal de Santa Rosa, proferida em agosto de 2017, confirmou integralmente a decisão liminar deferida em primeira instância e posteriormente mantida pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que proíbe, desde 2015, a expedição de licença prévia e suspende o processo de licenciamento ambiental para a usina.


 A ação civil pública é assinada em conjunto pelo Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS). Na ação, os órgãos argumentam que o Parque Estadual do Turvo, em Derrubadas, é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral que não pode sofrer qualquer alteração humana, além de ser tutelado pelo regime jurídico de tombamento, o que o caracteriza como bem cultural e socioambiental do RS (Lei Estadual nº 7.213/78).


De acordo com o presidente do Consórcio Rota do Yucumã, a entidade está atenta aos desdobramentos e também quer propor estudos e análises que possam fortalecer este debate. “A gente tem uma preocupação enorme porque tantas barragens já foram feitas e acho que é o único local ainda que resta, e esse grande dilema se vai sumir o Salto, qual a real área que atingirá afetando os dois países. Temos que preservar esse potencial turístico”, destaca Edson.


O Consórcio Turístico Rota do Yucumã é a maior rota turística do Rio Grande do Sul, sendo composta por 32 municípios. O prefeito Edson diz que a entidade está unida, vem tendo um fortalecimento na relação entre os municípios da região Celeiro e do Planalto Médio, e destaca que o Salto do Yucumã é fundamental para a consolidação deste processo.

FONTE: Jornal Província

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium