OUÇA 100,7 AO VIVO
Segunda, 19 de agosto de 2019
55 3551 1200 I Jornal - 55 3551 1121 I CNPJ: 03.043.551/0001-20
Cidades

15/07/2019 ás 20h30 - atualizada em 18/07/2019 ás 09h33

Diones Roberto Becker

Tenente Portela / RS

Dirigente defende adoção de modelo de gestão para o hospital de Coronel Bicaco
Hospital Santo Antônio de Pádua está sob intervenção administrativa desde o ano passado
Dirigente defende adoção de modelo de gestão para o hospital de Coronel Bicaco
Presidente da Comissão Intervencionista participou da sessão ordinária na manhã desta segunda-feira (15) (Foto: Diones Roberto Becker)

Atendendo ao convite enviado pelo Poder Legislativo, por sugestão do vereador Lucas Santos da Cruz (PDT), o presidente da Comissão Intervencionista do Hospital Santo Antônio de Pádua, Delmar Albuquerque, participou da sessão ordinária na manhã desta segunda-feira (15).


– Se não fosse a intervenção administrativa, possivelmente o hospital tinha encerrado as atividades – afirmou o dirigente no início de sua explanação. Ele acrescentou que o Decreto que rege a intervenção administrativa tem validade até o dia 29 de setembro deste ano.


– Precisamos definir um modelo de gestão para nossa casa de saúde e apresentar para aprovação da comunidade – frisou Delmar Albuquerque, complementando que os integrantes da Comissão Intervencionista já visitaram Feliz e Jaguari para conhecer os modelos de gestão hospitalar adotados nos dois municípios.


O convidado também apresentou um balancete elaborado logo após a entrada em vigor da intervenção administrativa. Os números mostram que, em março do ano passado, a instituição não possuía dinheiro em caixa e acumulava pendências no valor de R$ 2.751.631,92, resultado de dívidas previdenciárias, credores diversos e contas de consumo, entre outros.


– As gestões anteriores do hospital quitavam apenas a folha líquida dos funcionários, restando os encargos e outras contas. Atualmente, tudo é pago corretamente e já diminuímos o passivo em cerca de R$ 500 mil – destacou Delmar Albuquerque. Ele ainda revelou que foi assumido o compromisso de renegociar as dívidas relativas aos encargos da folha do quadro funcional. – Faremos isso porque entendemos que os funcionários são fundamentais para o crescimento da instituição e o aumento da qualidade nos atendimentos prestados a população – enfatizou o dirigente.


O presidente da Comissão Intervencionista também mencionou os avanços obtidos recentemente, como o alvará sanitário, a filantropia, as melhorias estruturais, as aquisições de equipamentos e a contratualização com o Sistema Único de Saúde (SUS). – Conseguimos concluir algumas obras que garantiram a concessão do alvará sanitário. Além disso, a renovação da filantropia ocasiona uma economia financeira enorme – garantiu Delmar Albuquerque.


Finalizando a explanação, o gestor voltou a frisar a importância da participação da comunidade bicaquense na continuidade do funcionamento do hospital, seja por meio de doações ou campanhas – Já vimos hospitais fechando pela região e não conseguem reabrir. Se isso também acontecer aqui, um paciente com virose, por exemplo, precisará ser levado para fora – ressaltou o presidente da Comissão Intervencionista.


Em suas manifestações, os vereadores elogiaram o trabalho da Comissão Intervencionista a frente do Hospital Santo Antônio de Pádua, prometeram mais apoio e destacaram a agilidade na aprovação de projetos voltados para a casa de saúde.

Clique nas imagens abaixo para ampliar:
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium