OUÇA 100,7 AO VIVO
Quarta, 18 de setembro de 2019
55 3551 1200 I Jornal - 55 3551 1121 I CNPJ: 03.043.551/0001-20
Polícia l Trânsito

09/07/2019 ás 19h34 - atualizada em 09/07/2019 ás 19h37

Diones Roberto Becker

Tenente Portela / RS

Polícia Civil do Estado ganha reforço de 412 novos agentes
Por questão de estratégia, não foi divulgado o local em que cada um irá trabalhar
Polícia Civil do Estado ganha reforço de 412 novos agentes
Formatura dos novos inspetores e escrivães foi realizada na sede da ACADEPOL em Porto Alegre (Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini)

Uma solenidade na Academia de Polícia Civil (ACADEPOL), em Porto Alegre, nesta segunda-feira (08), marcou a formatura de 412 novos policiais civis, cujas nomeações já foram publicadas no Diário Oficial do Estado. O ato foi prestigiado por autoridades do Palácio Piratini e da área da segurança pública do Rio Grande do Sul.


Os 205 inspetores e os 207 escrivães integraram a 52ª e 53ª turmas da ACADEPOL. O curso de formação começou em dezembro do ano passado e teve duração de seis meses. Os novos agentes já poderão exercer as atividades ainda na primeira quinzena deste mês.


Por questão de estratégia, o local em que cada um irá trabalhar não será divulgado, mas a Secretaria Estadual da Segurança Pública garante que todas as regiões gaúchas serão contempladas. Essa turma de formandos também foi a primeira a ser habilitada como brigadista de incêndio de nível intermediário.


Em seu discurso, o governador Eduardo Leite agradeceu aos alunos e aos servidores da segurança em geral por escolherem atuar em uma missão como essa, que exige sacrifícios pessoais, do convívio familiar e, eventualmente, da própria vida, para que a sociedade possa desfrutar de paz e de tranquilidade.


– Sabemos o quanto podemos interferir positivamente na vida das pessoas. Não podemos, no exercício da função, esquecer que, por trás dos números, existem rostos e pessoas, com demandas e expectativas – afirmou o governador.


A chefe da Polícia Civil, Nadine Anflor, enalteceu a possibilidade de poder contar com colegas na missão que descreveu como árdua, mas recompensadora.


– Vocês escolheram estar na melhor Polícia Civil do Brasil, com índices de elucidação de 70% nos homicídios e de 99% nos feminicídios. Manter o reconhecimento da instituição perante as comunidades depende do trabalho de vocês. Quando a polícia é bem estruturada, forte e respeitada, o crime não tem espaço e a impunidade não prevalece – ponderou Nadine Anflor.


O vice-governador e secretário estadual da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, sintetizou o sentimento que tem com relação à atividade policial em uma palavra: comprometimento.


– É isso que a sociedade e que os agentes de governo esperam de vocês. Dedicação integral para servir e para proteger a nossa sociedade – pontuou Ranolfo Vieira Júnior.


Este foi o maior concurso da Polícia Civil nos últimos anos, considerando a relação candidato/vaga. O processo seletivo anterior havia sido em 2013. Mais de 44 mil inscritos disputaram 1.200 vagas (600 para cada cargo), sendo que os 431 primeiros colocados foram selecionados para fazer o curso na ACADEPOL.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium