OUÇA 100,7 AO VIVO
Quarta, 21 de agosto de 2019
55 3551 1200 I Jornal - 55 3551 1121 I CNPJ: 03.043.551/0001-20
Cidades

21/06/2019 ás 21h02 - atualizada em 23/06/2019 ás 16h26

Diones Roberto Becker

Tenente Portela / RS

Turismo e preservação do meio ambiente são debatidos em reunião em Derrubadas
Usinas hidrelétricas e visibilidade do Salto do Yucumã também entraram na pauta
Turismo e preservação do meio ambiente são debatidos em reunião em Derrubadas
Lideranças dos dois países se reuniram na última terça-feira (18) (Foto: Divulgação/ASCOM Derrubadas)

Na terça-feira (18), autoridades de Derrubadas se reuniram com uma comitiva argentina de El Soberbio. O objetivo era debater assuntos pertinentes ao turismo, desenvolvimento e preservação ambiental, além de fortalecer a relação existente entre Derrubadas, Consórcio Rota do Yucumã, El Soberbio e Ruta Al Moconá.


No encontro, solicitado pelas lideranças do país vizinho, ainda foi tratado sobre o funcionamento da Usina Foz do Chapecó e sua interferência na visibilidade do Salto do Yucumã. Segundo o que foi mencionado na reunião, a maior atração turística da Região Noroeste do Rio Grande do Sul está praticamente submersa há cerca de 30 dias. A proposta apresentada pelo Executivo de Derrubadas, para a instalação de câmeras que possibilitem o acompanhamento em tempo real da visibilidade do Salto do Yucumã, também entrou na pauta.


A comitiva de El Soberbio aproveitou a oportunidade e pediu o apoio do Consórcio Rota do Yucumã nas negociações com o Ministério de Segurança da Argentina para que seja liberada a travessia de balsa em Porto Soberbo aos domingos. Conforme as lideranças do país vizinho, a medida permitiria maior fluxo de turistas entre Brasil e Argentina, além de aumentar a visitação nos pontos turísticos existentes na região fronteiriça. O grupo ainda discutiu a retomada do serviço alfandegário na aduana em Porto Soberbo, desativado desde o ano de 2013.


A informação noticiada recentemente de que foi reiniciada a mobilização para a construção do Complexo Hidrelétrico de Garabi-Panambi, no Rio Uruguai, trouxe preocupação para as pessoas ligadas a preservação ambiental nos dois países. A formação do reservatório da usina, provavelmente, ocasionará o alagamento de parte do Parque Estadual do Turvo, situado no território de Derrubadas.


No encontro de terça-feira, as lideranças brasileiras e argentinas foram unânimes em afirmar que faltam estudos atualizados sobre os impactos ambientais, econômicos e sociais, decorrentes da construção do empreendimento binacional.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium