OUÇA 100,7 AO VIVO
Sábado, 21 de setembro de 2019
55 3551 1200 I Jornal - 55 3551 1121 I CNPJ: 03.043.551/0001-20
Cidades

18/05/2019 ás 19h03 - atualizada em 18/05/2019 ás 19h05

Diones Roberto Becker

Tenente Portela / RS

SIMERS denunciará condições de trabalho e situação dos médicos no HCTP
Sindicato Médico prometeu encaminhar notificação ao MP, CREMERS e 19ª CRS
SIMERS denunciará condições de trabalho e situação dos médicos no HCTP
Direção do Hospital de Caridade de Três Passos emitiu uma Nota de Esclarecimento nesta sexta-feira (17) (Foto: Diones Roberto Becker)

O Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS) anunciou, na última quinta-feira (16), que irá encaminhar notificação ao Ministério Público (MP), Conselho Regional de Medicina (CREMERS) e 19ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), denunciando a situação dos médicos e das condições de trabalho no Hospital de Caridade de Três Passos (HCTP).


Conforme o SIMERS, o principal alerta será a respeito da falta de profissionais para completar a escala dos plantões na instituição. Em virtude disto, os médicos que atuam na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) precisam ser deslocados para atender os casos de urgência e emergência, deixando os pacientes da UTI desassistidos. Essa prática foi levada ao conhecimento do SIMERS, que decidiu encaminhar a notificação ao MP, CREMERS e 19ª CRS.


Além disso, os profissionais revelaram ao Sindicato Médico que estão com os salários atrasados e ainda não receberam nenhuma previsão de pagamento da direção do HCTP. No entanto, resolveram continuar com os atendimentos para não deixar a população desassistida.


Na notificação, o SIMERS ainda pretende anexar registros fotográficos que mostram problemas técnicos e estruturais do hospital, o que dificulta o desempenho da função pelos médicos.


O diretor de Interior do SIMERS, Fernando Uberti Machado, disse que a situação é insustentável. – É impossível impor ao médico que atenda de forma concomitante em dois lugares ao mesmo tempo, sobretudo por se tratar, na grande maioria das vezes, de pacientes potencialmente instáveis. No entanto, apesar da gravidade do caso ser de conhecimento da direção do hospital, nenhuma medida efetiva ainda foi tomada para a resolução do problema – afirmou Fernando Uberti Machado.


Nesta sexta-feira (17), a diretoria do Hospital de Caridade de Três Passos emitiu uma Nota de Esclarecimento sobre a notícia publicada na página do SIMERS.


A direção do HCTP salienta que recebeu com surpresa o anúncio da notificação para o MP, CREMERS e 19ª CRS, pois no último dia 10 de maio, ocorreu uma reunião entre representantes do hospital e do Sindicato Médico, momento em que ajustaram, de forma consensual, sobre as inúmeras situações que envolvem a instituição e os médicos que nela trabalham.


– Uma delas foi justamente a falta de médico plantonista para atuar na entidade, situação que foi resolvida já na terça-feira seguinte à realização da reunião, bem como foi cessado, de forma imediata, o deslocamento dos profissionais da UTI para atender chamadas de urgência e emergência – diz um trecho da Nota de Esclarecimento.


Em relação aos salários atrasados dos médicos, a direção do HCTP ressalta que a maior dívida é de quatro meses entre os anos de 2016 e 2017, por reflexo dos desvios financeiros registrados na casa de saúde. Já as atuais pendências, são decorrentes da falta de repasses de responsabilidade do governo federal, referentes aos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro de 2018.


Na Nota de Esclarecimento ainda consta que o HCTP estava negociando um empréstimo, na modalidade FUNAFIR, para a quitação total, ou no mínimo parcial dos honorários dos médicos.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium