OUÇA 100,7 AO VIVO
Sexta, 24 de maio de 2019
55 3551 1200 I Jornal - 55 3551 1121 I CNPJ: 03.043.551/0001-20
Cidades

11/03/2019 ás 21h52 - atualizada em 11/03/2019 ás 21h55

Diones Roberto Becker

Tenente Portela / RS

Primeiro dia de julgamento dos quatro acusados é dedicado aos testemunhos de delegadas
Caroline Bamberg Machado e Cristiane de Moura e Silva Braucks comandaram as investigações sobre a morte do menino de 11 anos
Primeiro dia de julgamento dos quatro acusados é dedicado aos testemunhos de delegadas
Trabalhos nesta segunda-feira duraram quase 12 horas (Foto: Jefferson Botega/Agência RBS)

Terminou às 20h54min desta segunda-feira (11), o primeiro dia de julgamento dos quatro acusados da morte de Bernardo Uglione Boldrini. O menino de 11 anos foi morto em abril de 2014.


Com o início marcado para as 09h30min, os trabalhos começaram com o sorteio dos sete jurados, todos moradores da Comarca de Três Passos, que abrange ainda os municípios de Bom Progresso, Tiradentes do Sul e Esperança do Sul.


Ainda pela parte da manhã, a Juíza de Direito, Sucilene Engler Werle, atendeu ao pedido apresentado pelos defensores dos réus, em acordo com o Ministério Público (MP), permitindo o aumento no tempo dos debates. Serão quatro horas para o MP e mais quatro horas para serem divididas entre os advogados de defesa.


No decorrer desta segunda-feira, apenas as delegadas Caroline Bamberg Machado e Cristiane de Moura e Silva Braucks prestaram depoimentos. As duas presidiram a investigação policial sobre a morte de Bernardo Uglione Boldrini.


As delegadas salientaram todo o esforço empregado pela Polícia Civil para apurar o fato e destacaram as mudanças nos comportamentos e nos depoimentos dos quatro acusados ao longo da investigação. Elas ainda responderam aos questionamentos provenientes do Ministério Público e das defesas dos réus.


O término do primeiro dia de julgamento foi marcado pelo bate boca entre representantes do Ministério Público e os advogados de defesa.


Os trabalhos serão reiniciados as 09h00min desta terça-feira (12). A primeira testemunha será a empresária Juçara Petry, arrolada pelo Ministério Público.


O júri ocorre no Fórum de Três Passos. A Brigada Militar montou um forte aparato de segurança em frente e na lateral do prédio. Nesta segunda-feira, a Avenida Júlio de Castilhos, sentido bairro-centro, ficou bloqueada. Também não será permitida a aglomeração de pessoas nas imediações do Fórum, bem como, a utilização de faixas ou carros de som.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium