OUÇA 100,7 AO VIVO
Terça, 26 de março de 2019
55 9 9137-5869
Cidades

08/03/2019 ás 10h26 - atualizada em 08/03/2019 ás 10h31

Jonas Martins

Tenente Portela / RS

Compra de caminhão para bombeiros ainda está em fase de estudos
Grupo treinado para atuar como bombeiros em Tenente Portela serão diplomados
Compra de caminhão para bombeiros ainda está em fase de estudos
Diversas cidades do país são atendidas por Bombeiros Voluntários

Segue repercutindo nas redes sociais e rodas de conversas pela cidade de Tenente Portela a necessidade de o município ter uma guarnição de Bombeiros para combate a incêndio, e em casos mais graves, auxilio às forças militares.


Desde que mais uma família foi vítima de incêndio em sua residência, o assunto, a exemplo do que acontece em casos assim, voltou a ganhar destaque e foco por parte da comunidade, que a tempos aguarda por uma resposta do poder publico.


Logo após o ocorrido a administração de Tenente Portela divulgou amplamente uma nota onde informava que um caminhão seria comprado pelo município em parceria com administrações vizinhas para suprir a necessidade urgente. A nota trazia inclusive o valor mediano que seria investido neste projeto: R$ 500 mil reais.


Nossa reportagem conversou com os prefeitos da microrregião em relação ao assunto. A dúvida para a qual buscamos resposta era em que pé andava o projeto e em quanto tempo a comunidade receberia uma reposta efetiva sobre o assunto? Uma vez que nota dava a entender que a situação já estava muito adiantada e questão seria resolvida rapidamente.


Conversando com o prefeito Alair Cemim, de Derrubadas,  ele nos confirmou que durante uma reunião da Amuceleiro, junto com os demais colegas da microrregião foi discutido rapidamente sobre o assunto e se aventou a ideia dos municípios se unirem para a compra de um caminhão que serviria para prestar esse trabalho.


O mandatário de Derrubadas diz que depois disso conversou mais uma vez com o prefeito de Tenente Portela, Clairton Carboni, por telefone, onde deixou claro a sua disponibilidade em ajudar no projeto, no entanto, nada foi ainda oficializado.


Cemim disse que Derrubadas deverá ser parceira nessa iniciativa, afinal é uma necessidade que a região tem nesse momento, mas que ainda não tem nada oficializado e que espera uma reunião com os demais colegas para tratar do assunto. Ele também disse que por enquanto isso é tudo que pode falar, mas que espera que o projeto se concretize, afinal o município de Derrubadas ten pleno interesse nessa aquisição.


Já o prefeito de Barra do Guarita, Rodrigo Tissot, falou praticamente a mesma coisa do colega. Ele afirmou que as conversas estão acontecendo e que o município de Barra do Guarita vê com bons olhos a iniciativa e que está disposto a apoiar o projeto e que também está no aguardo de uma reunião para detalha-lo. Para o prefeito a compra do veículo de socorro é uma necessidade pela distância que o município está de Três Passos e o investimento pode significar a proteção da vida e da patrimônio da sua comunidade. Ele se disse otimista com a ideia.


Celso José Dal Cero, prefeito de Vista Gaúcha, também vê com bons olhos o projeto, e ele disse que também conversou via telefone com o prefeito de Tenente Portela, Clairton Carboni, mas ainda não discutiu a questão em conjunto com os demais colegas. Ele também disse que o projeto precisa passar por questões legislativas especificas para ser colocado em prática e que está disposto a ajudar desde que este não fira nenhum preceito legal. Ele ainda atentou para a necessidade de que a discussão seja feita também com os vereadores de seu município, discussão essa, que somente poderá ocorrer após uma reunião entre todos os envolvidos.


O outro município envolvido na questão é Miraguaí, nossa reportagem tentou diversos contatos com o prefeito Ivonir Boton , o Toco, mas não obtivemos sucesso até o fechamento desta edição.


Em resumo os prefeitos da região mostram disposição em aderir ao projeto encabeçado por Tenente Portela. Todos dizem que essa é uma opção para suprir uma necessidade que os municípios têm, mas todos deixam claro que por hora não há nada além de conversas, sem que nenhuma iniciativa tenha sido oficializada. 


Uma fonte de um dos municípios envolvidos com quem conversamos, nos disse que o prefeito de Tenente Portela “colocou a carroça na frente dos bois ao prometer o caminhão”, no entanto, ele também vê a iniciativa com bons olhos.


Conversamos também com o prefeito de Tenente Portela, Clairton Carboni, que nos disse que o projeto está em fase de estudos, e que atualmente sua equipe está estudando a melhor maneira para legalizar a parceria e que após esse estudo a proposta oficial será apresentada aos demais municípios parceiros.


Ele cita que após isso o município deverá encaminhar projeto para a câmara e então abrir licitação para compra do veículo, que viria inicialmente, através de um financiamento. Carboni cita, inclusive, uma consulta já feita, onde se verificou que para a compra de um veículo de R$ 600 mil reais teria como uma parcela inicial do financiamento na casa dos R$ 16 mil reais. Segundo ele, cerca de 50% do valor que seria gasto para a manutenção de uma unidade de Bombeiros Mistos em Tenente Portela.


Sobre a forma de divisão do custo para os municípios, Carboni disse que isso ainda seria discutido, mas que inicialmente a proposta seria  de que os valores envolvidos fossem proporcionais com o número de habitantes de cada município. Ele cita que Tenente Portela pagaria 50% do custo do caminhão e o restante seria pago pelos outros quatro integrantes da parceria.


Uma fonte, que prefere não ser identificada, nos confirmou que o prefeito falou em uma reunião, onde o assunto esteve em pauta, que independente de qualquer coisa, o município de Tenente Portela vai comprar o caminhão, com a ajuda dos demais parceiros ou não, com financiamento ou com recursos próprios a promessa é que desta vez o caminhão vem.


DIPLOMAÇÃO


Luciano Berta e Tiago Winivieski 


Neste sábado, 09, ocorre na Câmara de Vereadores de Tenente Portela a entrega dos diplomas para as pessoas que realizaram um curso de formação para atuação em casos de risco. O grupo que inicialmente seria usado para compor o corpo misto de bombeiros em Tenente Portela, agora está nos planos para ser usado como bombeiros voluntários.


Luciano Berta e Tiago Wisniewski que realizaram o curso, junto com outras 14 pessoas, sendo cinco de Tenente Portela, estiveram na redação do Sistema Província trazendo o convite para a cerimónia de entrega dos diplomas.


Eles explicam que o curso foi ministrado pelo Corpo de Bombeiros de Ijuí na cidade de Três Passos durante os finais de semana do mês outubro de 2017 e foi um curso completo para atuação em casos de  emergência, englobando vários módulos, dentre os quais estão resgate em incêndio, atendimento e resgate em acidentes e também combate direto a incêndio.


Eles afirmam que quando foram fazer o curso, o foram com a promessa de que eles integrariam uma guarnição mista e que por isso teriam uma atuação remunerada nos bombeiros em Tenente Portela. Com o novo modelo, agora em estudo para ser implementado, eles disseram que aguardam o momento para sentar e conversar sobre o assunto, já que apesar de a boa vontade do grupo em servir e ajudar, todos trabalham e precisam sustentar suas famílias.


Sobre o assunto, de remunerar ou não as pessoas que atuarão no possível bombeiros voluntários de Tenente Portela, os prefeitos disseram que ainda não discutiram e isso será debatido a partir da compra do caminhão.


 

FONTE: Jornal Província

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium