OUÇA 100,7 AO VIVO
Quarta, 21 de agosto de 2019
55 3551 1200 I Jornal - 55 3551 1121 I CNPJ: 03.043.551/0001-20
Especiais

17/01/2019 ás 22h00

Jonas Martins

Tenente Portela / RS

Brigada Militar passa a contar com unidade do BOPE
Grupo vai utilizar a alcunha de "Caveira de Gelo", e abrigará os soldados de elite da Brigada Militar
Brigada Militar passa a contar com unidade do BOPE
Mudança de nomenclatura alinha o batalhão ao padrão utilizado na maioria das polícias militares brasileiras (Foto: Rodrigo Ziebell)

O Rio Grande do Sul passa a contar de fato com um Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). A cerimônia de instalação, ocorrida nesta quinta-feira (17), marca o início das atividades da unidade, instituída por decreto em dezembro de 2018. O ato contou com a presença do vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, e do comandante-geral da Brigada Militar, Mario Ikeda.


O evento oficializou também a mudança de designação dos três Batalhões de Operações Especiais (BOEs), que passam a serem denominados 1º, 2º e 3º Batalhões de Polícia de Choque (BPChoque). As unidades estão localizadas nos municípios de Porto Alegre (1º), Santa Maria (2º) e Passo Fundo (3º).


O BPChoque da capital continuará com duas companhias de Polícia de Choque, com a fração Canil (responsável por todos os canis da BM no Estado) e com uma Companhia de Patrulhas Especiais (Patres). Os batalhões de Santa Maria e Passo Fundo manterão somente as atividades de Polícia de Choque.


Para Ranolfo, a corporação ganha muito com a divisão e o fortalecimento das unidades. "A especialização é fundamental em todas as áreas e na Segurança Pública não é diferente. Na BM, o Bope é a expressão máxima dessa especialização", afirmou o vice-governador.


O efetivo do Bope englobará o do Gate, acrescido de uma estrutura de Estado-Maior. As ações serão subsidiadas pela seção de inteligência, visando o aumento da efetividade. "É um momento simbólico e muito esperado por todos nós na instituição. Temos que agradecer o trabalho das pessoas que fizeram parte desta história e desejar boa sorte aos que iniciam o novo ciclo", frisou Ikeda.


De acordo com o tenente-coronel Douglas Soares, a troca de nomenclatura servirá para padronizar o batalhão no modelo já usado na maioria dos estados do Brasil. Ele destacou ainda o amadurecimento do grupo e a confiança da corporação conquistados ao longo do tempo. "São vários quesitos que fomentaram o crescimento do Gate, tornando a unidade de referência no atendimento de ocorrências com reféns, artefatos explosivos, operações de inteligência, operações de busca e captura. Nos últimos anos, a unidade foi importantíssima em ações de grande porte e complexidade, como a operação Diamante e a operação Pulso Firme", avaliou o comandante do batalhão.

FONTE: Governo RS

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Jonas Martins

Jonas Martins

Blog/coluna Apresentador da Rádio Província FM, sub-editor do Jornal Província e escritor, neste espaço você poderá acompanhar crônicas e opiniões de Jonas Martins
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium