OUÇA 100,7 AO VIVO
domingo, 16 de dezembro de 2018
55 9 9137-5869

21º

Min 21º Max 31º

Muito nublado

Tenente Portela - RS

às 09:08
Região Noroeste

11/10/2018 ás 21h18 - atualizada em 12/10/2018 ás 18h32

Raiana Silva

Tenente Portela / RS

Procissão de Nossa Senhora Aparecida reunirá dezenas de pessoas
Percurso inicia as 05h30min de manhã (12) na cidade de Vista Gaúcha
Procissão de Nossa Senhora Aparecida reunirá dezenas de pessoas
Devotos percorrendo a RS 163 durante a caminha de Nossa Senhora Aparecida. (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Nesta sexta-feira (12), centenas de fiéis devem participar da 10ª edição da tradicional Caminhada de Nossa Senhora Aparecida, promovida pela paróquia de Tenente Portela. Os 15 km da rodovia que liga Vista Gaúcha até a sede do município de Tenente Portela se transformará mais uma vez no ‘caminho da fé’ com graças atendidas pela intercessão da mãe de Jesus.


A data carrega grande simbolismo a todos os peregrinos, se transformando em um momento de aproximação a fé, ainda mais que a paróquia portelense abrangedora das cidades de Vista Gaúcha e Barra do Guarita intitula-se com o nome da santa brasileira. Segundo o pároco Guido Taffarel, a procissão vem sendo realizada a mais de 10 anos voluntariamente pela população, e foi após os pedidos do próprio povo que a igreja começou a sistematizar o andamento da caminhada. 


Caminhar na visão do Pe. Guido sempre significou dentro das passagens bíblicas ir em busca do fortalecimento de Deus dentro da fé de cada um, e a caminhada para ele tem o poder de cativar e renovar a convicção religiosa na Padroeira do Brasil. Nesta última semana os católicos dos distritos regionais da paróquia Nossa Senhora fizeram a novena em louvor à santa.Aproximadamente 250 pessoas, inclusive de outras cidades como Derrubadas, são esperados para ocupar os bancos dos coletivos terceirizados pela igreja, sem incluir no balanço os moradores que acompanharam de carro e estarão em Vista Gaúcha apenas para caminhar. 


Na sexta-feira, a programação inicia às 5h com saídas dos ônibus lotados de fiéis animados entoando orações e cânticos de Tenente Portela rumo a Vista Gaúcha. Em seguida, às 5h30, ocorre o encontro com os caminhantes vindos da comunidade de Jaboticaba além dos moradores vistagauchenses para a benção de início da caminhada. Os devotos andarão pelo lado direito da RS -163, utilizando meia parte da estrada e o acostamento, acompanhados por carro de som e aparato policial. Diversas paradas para hidratação e descanso, principalmente dos idosos e crianças, são feitas no percurso que terá duração de um pouco mais de 2 horas. 


A parada que antecede a chegada ao Ginásio da igreja Matriz acontece na Praça do Índio, local onde costumeiramente muitos religiosos aguardam para caminhar junto a Aparecida na procissão no centro da cidade. A missa principal acontece a partir das 9h no ginásio, onde o espaço maior permite a mais de 600 pessoas ficarem acomodadas durante a celebração.


A caminhada represença para o catolicismo, segundo o pároco entrevistado, uma manifestação voluntária de amor a Jesus e a igreja, celebração a fé e o sentir a presença materna de Maria. Guido salientou que ao contemplar a população a cada nova missa, consegue observar um crescimento do espirito de fé, fato que mostra, o firmamento de jovens e adultos na religião. 


História de Nossa Senhora aparecida


Os registros oficiais foram feitos nos livros da Paróquia de Santo Antônio de Guaratinguetá, à qual pertencia a região onde a imagem foi encontrada. A imagem apareceu em outubro de 1717. Dom Pedro de Almeida, governante da capitania de São Paulo e Minas de Ouro, homem que detinha também o título de Conde de Assumar, passava por Guaratinguetá, SP, quando viajava para Vila Rica, MG. A população organizou uma festa para receber o conde de Assumar.


Para prepararem a comida, pescadores foram para o rio Paraíba com a difícil missão de conseguirem peixes para a comitiva do governador, mesmo não sendo tempo de pesca. Domingos Garcia, Filipe Pedroso e João Alves, sentindo o peso de sua responsabilidade, fizeram uma oração pedindo a ajuda da Mãe de Deus. Depois de tentar várias vezes sem sucesso, na altura do Porto Itaguaçu, já desistindo da pescaria, João Alves lançou a rede novamente. Não pegou nenhum peixe, mas apanhou a imagem de Nossa Senhora da Conceição.


Porém, faltando a cabeça. Emocionado, lançou de novo a rede e, desta vez, pegou a cabeça que se encaixou perfeitamente na pequena imagem. Só este fato, já foi um grande milagre. Mas, após esse achado, eles apanharam tamanha quantidade de peixes que tiveram que retornar ao porto com medo de a canoa virar. Assim aconteceu o primeiro de muitos milagres pela ação de Nossa Senhora Aparecida.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium